Conta a sua história

Contando história

 

Esta postagem é para inaugurar a página Conta sua história, que irá contar com a colaboração de amigas mães que desejam partilhar suas experiências também.

E eu mesma vou inaugurar esta seção, enquanto aguardo, ansiosamente, minhas colaboradoras de plantão rs

Fico me perguntando como é possível um serzinho tão dócil e lindo e adorável e fofo que saiu de dentro de você se tornar num monstrinho terrível em fração de segundos diante dos seus olhos…e dos olhos de outras dezenas de pessoas à sua volta que observam a cena com aquele de ar de “vixe!”

Quem já passou pela experiência sabe exatamente do que estou falando: pitis dos lindinhos. Como chamam por aí, a terrível fase dos dois aos quatro anos!

Se você, querida leitora, nunca passou por nada parecido, agradeça a Deus! Às que já passaram, segue o convite para rir de mim e si mesmas. Era um dos propósitos inicias do blog, lembra?? Tá lá no post Pra começar…

Antes de mais nada, alguém tem dificuldades pra arrumar as crianças pra sair? Falo dessa idade, de 2 a 4 anos, ou 3, pelo menos. De uns tempos pra cá, sempre tenho que apelar para mil coisas tentando convencer Daniel a parar quieto pra colocar a fralda, depois o short, aí vem a camisa, e a meia, o perfume, os sapatos e, por fim, pentear o cabelo. O perfume já ando até esquecendo depois de tanta labuta! Alguém me diga, por favor, que também já viveu isso, ou vou me sentir um e.t. 😦

Mas até aí, tudo relativamente bem, porque meu pequeno fracasso é apenas doméstico, e os pitis em cena ainda são os meus. Então, chegamos ao desejado destino. E, depois de alguns minutos de tranquilidade, temos o primeiro problema: o game station! “Mamãe, o carro! Eu qué! Eu qué!” E num minuto você ganha aquele rótulo: a mãe que dá tudo o que o filho quer. Na verdade, nunca me disseram nada. Mas quem é doido? E, talvez até, nem pensem nada. Mas quem já viveu cenas assim sabe que é humanamente impossível não imaginar o que os outros estão pensando de você.

Tudo bem, você venceu esse round, usou todas as técnicas de educação impecável e controle de pestinhas que aprendeu com os livros, vídeos no YouTube, programas de TV, vovós, cunhadas (e cunhados, nessas horas eles aparecem pra dar palpite rs), enfim, todo tipo de super nanny de plantão, e passou para a próxima fase: a praça de alimentação. (Eu falei que estávamos no shopping? Já ficou claro, né. As opções de lazer com crianças pequenininhas são poucas aqui na cidade, não é mesmo?) Desafio dois: escolher os pratos da família com um mínimo de sossego, já que seu pequeno não pára de correr pra todos os lados. Ah, e antes de criticar a corrida dele, leia na seção Artigos o excelente texto do Prof. Hércules Ferreira sobre o assunto, tá! Seguindo o barco… desafio três (esse é o mais difícil): sentar e comer! kkkkkk!! Amiga leitora, nesta altura, se você ainda não teve filhos, pode estar pensando que eu sou uma péssima treinadora de crianças e que isso jamais aconteceria com você (parabéns!) ou está querendo desistir!! Na segunda hipótese, eu diria que não pense assim. Sabe por que? Depois de todo estresse e agitação, a gente dá boas risadas, passa tempo junto e ainda tem história pra contar! E sabemos o trabalho de educação que fazemos com nossos filhos em casa, dia após dias, mas crianças não são animais adestráveis e muito menos robôs programáveis. Por mais que a gente alinhe as coisas elas nem sempre saem do nosso jeito, nem sempre as crianças seguem o combinado. Eles estão apendendo as coisas todas que nós já conhecemos e de que já nos enfadamos. Para eles não! É tudo novidade! Experimentar faz parte da curiosidade natural da criança. Então, um conselho salutar para nós mães do tipo “senhoras certinhas” é relaxar um pouco. Sua casa não é um quartel, seu filho não é um soldado (pelo menos não ainda). E, vá lá, um pouco de desordem até que cai bem de vez quando pra dar um quebrada em nossos paradigmas 🙂

Boa sorte na próxima saída!

Bjos!

A gente sempre se diverte

 

Anúncios

Deixe um comentário! Sua opinião é importante para manter o blog interessante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s