Parada Literária

Não pegue nisso, não toque naquilo!

Estou em um recente caso de amor com uma nova descoberta literária: John Holt.

Em seu livro “Como as crianças aprendem”, Holt expressa posturas radicais e inovadoras no que diz respeito à educação de modo mais amplo e à aprendizagem de crianças pequenas.

Separei alguns tópicos de grande interesse para nós, mamães de pequenos e curiosos exploradores do mundo, ou melhor dizendo, “de todo o mundo inteiro”, nas palavras de meu marido.

Com a palavra, o professor Holt:

“‘Todos tocam isso, por que eu não posso?’ É fácil perceber como esse tipo de intervenção pode destruir a curiosidade de uma criança e fazê-la sentir que o mundo, em vez de ser cheio de coisas interessantes a serem exploradas e entendidas, é cheio de perigos e ameaças ocultas, sempre à espreita.
(…)
Como toda criança nessa idade, Lisa quer ser como os adultos  e fazer o que eles fazem. Quando alguém está lavando os pratos, ela quer ajudar. Quando a refeição está sendo preparada, ela quer cozinhar também.
(…)
Os maiores desejos das crianças são dar sentido ao mundo a sua volta, mover-se livremente nele, fazer coisas que elas vêem os adultos fazendo. Por que não podemos fazer melhor uso desse direcionamento natural para o entendimento e a competência que as caracteriza? Certamente podemos descobrir mais formas de permitir que vejam pessoas utilizando as habilidades que queremos que elas desenvolvam (…)?

Enquanto isso, em casa, devemos tentar manter fora do alcance, das mãos ou dos olhos, objetos valiosos ou perigosos que não queremos que elas toquem. Ao mesmo tempo,  devemos ter sempre à mão objetos baratos que elas possam pegar e usar, sem que tenhamos de nos preocupar se serão quebrados. Talvez alguns utensílios domésticos fossem bons presentes para os pequenos: um batedor de ovos, uma panela, uma lanterna. Afinal, não faz muito sentido, para uma família que mais tarde gastará milhares de dólares na educação de um filho, ficar contrariada ou contrariar uma criança porque ela pode estragar algo que custa quase nada. Tenho visto com frequência,  em farmácias e supermercados – onde há pouca coisa que as crianças possam estragar ou quebrar e, quando há, quase nunca custam mais de um dólar -, as pessoas ficarem perturbadas pelo fato de as crianças estarem tocando, sentindo, pegando coisas que vêem e que estão ao seu alcance. Por que não deveriam fazê-lo? É assim que elas apredem! Se elas tiram as coisas do lugar até, é muito fácil pô-las de volta!

É provavelmente um engano, de qualquer forma, achar que qualquer coisa que elas venham a tocar acabarão por destruir e que devemos, por isso, manter, fora de seu alcance tudo que não seja delas. Essas atitudes sufocam a curiosidade e a confiança e ainda produzem o inconveniente de tornar as crianças muito mais intensamente possessivas com o que têm.

Devríamos tentar, em vez disso, encontrar atitudes que lhes mostrem que respeitar a propriedade não significa nunca tocar no que não nos pertence, mas ser capaz de lidar com as coisas cuidadosamente, usando-as como foram feitas para serem usadas e colocando-as de volta no lugar. As crianças são perfeitamente capazes de aprender essas coisas; elas são menos desastradas e destrutivas do que supomos. E é apenas por meio do manuseio e do uso que elas aprendem a maneira correta de usar os objetos.”

Hum! Eu estou bem pensativa. E você? Talvez devamos mesmo rever alguns de nossos conceitos, não é mesmo? Vou me abster de fazer mais comentários para deixar você ruminando o texto.

Bjos!

 

 

Anúncios

Um comentário em “Não pegue nisso, não toque naquilo!”

  1. Lembrando de minhas pequenas…. Sempre tentei dar liberdade a elas… Ms sei q há diferença entre o
    q achamos e o q realmente fazemos…. Só sei q hj vejo nelas meu ideal de mulheres de bom coração boa mente e boa alma… Me sinto orgulhosa de minhas crias…

    Curtir

Deixe um comentário! Sua opinião é importante para manter o blog interessante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s