Sem categoria

Não ensine seu filho a falar!

Oi, garotas!

O professor John Holt ainda tem muita coisa legal a nos dizer sobre a fantástica fase de descoberta e aprendizagem da fala pelas crianças!

Vamos lá? Com a palavra, John Holt!

“Quando um bebê nos mostra, por sua expressão, pelo tom insistente da voz e pela repetição das palavras, que está tentando com empenho nos dizer algo, devemos tentar compreendê-lo com dedicação proporcional à dele. Na maior parte dos casos não será fácil. Algumas pessoas dirão, caso não consigam entender logo na primeira ou segunda tentativa: ‘Não sei o que ele está querendo dizer’. E em seguida desistem de continuar tentando. Mas não se deve desistir. Às vezes é útil pedir ajuda da criança imediatamente mais velha da família. Ela pode ser capaz de interpretar o bebê, talvez porque o conheça melhor do que nós e o ouça falar frequentemente, talvez porque esteja mais próxima daquela fala inicial e se lembre de como ela é. Ou, se não houver outra criança para nos ajudar a interpretar, podemos pedir ao bebê: ‘Você pode me mostrar? ’ Lembro-me de ter visto uma mãe fazer isso com seu filhinho. Na primeira vez ele não entendeu a pergunta e olhou intrigado. Ela então deu um ou dois passos em certa direção, apontando e dizendo: ‘Está aqui? É por aqui? ’ Depois se voltou para outra direção e perguntou outra vez, enquanto o filho olhava intrigado e atento. Pouco depois ele entendeu a pergunta e logo era capaz de levar a mãe até a coisa sobre a qual queria falar. ”

…………………………………………

“ (os bebês) …são estimulados a tentar falar por ouvir pessoas conversando à sua volta. Quando começam a falar de fato, são outra vez estimulados, porque seus pais e outras pessoas de seu meio são persistentes e criativos ao tentar entendê-los. Em uma família com pouca habilidade verbal, um bebê pode tornar-se deficiente, não apenas porque ouve muito poucas conversas, mas também porque quando tenta de fato falar, é menos frequentemente entendido e, logo, menos frequentemente estimulado. Se as pessoas não tentam, com afinco entender o que diz o bebê, ele pode concluir que quase nunca há sentido em falar. ”

Faz sentido pra você? Pra mim fez muito! ! Fantástico! Palmas pra ele.

Deixe um comentário sobre suas impressões acerca desse texto. Vamos trocar idéias.

Bjos!

HOLT, John. Como as crianças aprendem / tradução Walhter Castelli Jr. —Campinas, SP: Verus Editora, 2007, pgs. 113 e 115.

Anúncios

Um comentário em “Não ensine seu filho a falar!”

Deixe um comentário! Sua opinião é importante para manter o blog interessante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s