Brincando de Reciclar

Caminhão de caixa de papelão

Meu pequeno ama carros. Caminhão, ônibus, carro “pequenho” e carro “dandão”.
Na volta do mercado hoje já ia arrumando as caixas de papelão para descartar, como fazemos sempre. Então…plim! Pra desespero de meu marido e minha mãe, resgatei três das caixas e juntei aos cacarecos na área de serviço. Enxerguei um pequeno caminhão.
Tô começando a planejar a execução dele, portanto, fiquem ligadas que logo ele vai aparecer por aqui! 🙂

Até lá!
Bjos! Continue lendo “Caminhão de caixa de papelão”

Anúncios
Brincando de Reciclar

A casinha

Oie!

Olha que coisa, criança dá nó na gente, né.

Eu pensando que ia publicar uma bateria ou uma pista de kart, que eram os nossos planos  (meu e de Fernando), aí chega Dan e começa a brincar com uma caixa de forno elétrico!

Olha que eu tava guardando esse entulho na área de serviço com segundas intenções mesmo, mas não imaginei que seria tão depressa e tão simples!

Comentei com Fernando que queria transformar aquela caixa em uma casinha, uma toca, pra Dan brincar. Mas estava meio sem idéia de como faria.

Bom, o maior interessado resolveu meu dilema agora há pouco.  Foi lá na área, arrastou a caixa e quis entrar.  Virei ela de lado pra facilitar. Ele não só entrou como fechou a “porta”. Aí foi a deixa. Levei pro nosso tapete da farra e montamos a casinha.  Que já virou, também, pista de decolagem pra carrinho 😀

Confiram aí:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu não disse que criança pequena parece gato! Quem tem gato entende rsrs

Pra vocês verem que com qualquer bobagem – coisa simples e custo zero – podemos os proporcionar diversão às crianças. E a nós também!

Então, pense melhor antes de jogar fora as embalagens kkk

Bjos e boa imaginação!

Brincando de Reciclar

Você acha que seu filho corre demais?

Ei, pessoal!

E aí? Quem nunca pensou isso, hein!  O menino não pára quieto nem por um minuto! É o que a gente logo fala. Mas, será que as crianças correm demais? Haverá algo por trás disso ou é só agitação pura e simples?

Se você já se viu nesse questionamento, leia este artigo do Prof Hércules e se surpreenda!

Clique aqui para ler o artigo

Brincando de Reciclar

Novo brinquedinho reciclado

Oie!

Olha que coisa, criança dá nó na gente, né.

Eu pensando que ia publicar uma bateria ou uma pista de kart, que eram os nossos planos (meu e de Fernando), aí chega Dan e começa a brincar com uma caixa de forno elétrico!

Olha que eu tava guardando esse entulho na área de serviço com segundas intenções mesmo, mas não imaginei que seria tão depressa e tão simples!

Comentei com Fernando que queria transformar aquela caixa em uma casinha, uma toca, pra Dan brincar. Mas estava meio sem idéia de como faria.

Bom, o maior interessado resolveu meu dilema agora há pouco. Foi lá na área, arrastou a caixa e quis entrar. Virei ela de lado pra facilitar. Ele não só entrou como fechou a “porta”. Aí foi a deixa. Levei pro nosso tapete da farra e montamos a casinha. Que já virou, também, pista de decolagem pra carrinho 😀

Confiram aí:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu não disse que criança pequena parece gato! Quem tem gato entende rsrs

Pra vocês verem que com qualquer bobagem – coisa simples e custo zero – podemos proporcionar diversão às crianças. E a nós também!

Então, pense melhor antes de jogar fora as embalagens kkk

Bjos e boa imaginação!

Brincando de Reciclar, Papos Diversos

Pequeno fracasso

Vocês lembram que eu disse no primeiro post que ia falar dos bons e maus momentos, né.

Pois bem. Aqui vai um momento não muito legal.

Quem viu lá no Brincar de Reciclar o anúncio da bateria? Eu fiz! Mas não fez sucesso 😦

Cheguei em casa toda empolgada, cheia de expectativas, catei nossa caixa de tralhas e espalhei no tapete. Chamei o pequeno e comecei a trabalhar. E ele já curtindo antes mesmo de tudo estar pronto! Fiquei animada! Ele pegou todas as vasilhas plásticas que eu vinha juntando há semanas -embalagens vazias de iogurte, goiabada, sopa de padaria – e começou a batucar. Arrumei uns difusores, daqueles de perfume de ambiente, e dei dois a ele: as baquetas!! Pronto! Foi um show!

Até aí tudo ia bem, até que eu resolvi fixar os “tambores” na base que preparei pra montar a bateria. Ele, simplesmente, arrancou todos e ainda olhou pra mim e disse: “Mamãe, num gotei, naum.”

Que fazer?  Vou confessar que na primeira vez que algo semelhante aconteceu (sim, não foi a primeira vez) eu fiquei frustradíssima. Na segunda vez também 😐

Entendo, agora, e compartilho com as navegantes desavisadas, que nem sempre a brincadeira que temos em mente é o que agrada a criança. Às vezes,  elas olham para o mesmo objeto que nós e vêm tudo, menos o que estamos vendo.

Neste episódio da bateria,  embora eu tivesse outros planos, tive que me conformar com a diversão que meu filho escolheu e tentar me divertir junto com ele. Não tive muito sucesso na última parte. Da próxima vez, quem sabe… 😉

Contei isso pra servir de antídoto contra o desânimo que pode ter surpreendido algumas de vocês – como surpreendeu a mim – ao se deparar com uma situação assim. Principalmente as que também não são lá muito jeitosa com artes manuais kkkk. Não se aflija! Não foi por isso que seu pequeno não curtiu o brinquedo que você fez ou tentou fazer. Ele apenas tinha outros planos 😛

Tente outro!

Bjos!