De Gênesis a Apocalipse, Educação Domiciliar, Geral

Lições para a vida: ensinar pelo exemplo

Nas estações do metrô em nossa cidade, há uma campanha de doação de roupas para pessoas carentes. Uma ótima iniciativa! Embora nossa família já cultive, há muitos, anos o hábito de doar todas as roupas que não são mais usadas por qualquer razão, desde que em boas condições, achei esta campanha uma ótima oportunidade para demonstrar a Daniel, de forma prática, o exercício da solidariedade. Separamos juntos, em casa, as roupas que seriam doadas, e todos nós contribuímos com alguma peça. Colocamos a roupa dele em uma sacolinha a parte para que ele mesmo pudesse levar e depositar na caixa coletora. Enquanto arrumávamos as sacolas aproveitamos para falar com ele sobre ajudar as outras pessoas, sobre sermos gratos pelo que temos e sobre dividir. Saindo de casa, encontramos um dos funcionários do condomínio, a quem ele foi contando o que estava indo fazer e porque.

Muito se fala sobre as virtudes que desejamos ver em nossos filhos a medida que eles forem crescendo, e podemos ensinar várias coisas através de palavras, com muitas explicações convincentes. Porém, tenho plena certeza de que nada é mais relevante para a memorização do aprendiz do que a vivência daquilo que se aprende. Principalmente, se ele puder observar a prática na vida daqueles que pretendem lhe ensinar. A melhor maneira de ajudar uma criança a tornar-se um adulto honesto, respeitador, íntegro e justo é sendo honesto, respeitador, íntegro e justo em sua própria conduta enquanto caminha lado a lado com a criança pela vida. As crianças necessitam muito menos de discursos sobre o que é certo e muito mais de bons exemplos a seguir, nos quais possam se espelhar. Como têm percepção aguçada, podem captar facilmente o quão convictos nós somos daquilo que pretendemos lhes ensinar. E, logicamente, se alguém não pratica o que defende, não importa o quão caloroso e eloquente seja o seu discurso sobre aquilo, ninguém será convencido. Uma vez li num livro a seguinte frase: “Como podemos criar filhos apaixonados por Jesus?”, e a resposta era: “Sendo nós mesmos apaixonados por Ele.”

Não tenho dúvidas de que esta experiência, primeira de muitas na vida dele, tenha deixado fortes impressões nele e ajude a moldar o seu caráter a fim de que, quando chegar o momento,  seja ele mesmo quem tomará a iniciativa de doar um pouco de si em favor do seu próximo.

Anúncios
Brincando de Reciclar

Tobogã de caixa de papelão

Oi pessoal!

Tem tempo que não publico nada sobre brinquedos reciclados, né. Pois bem, demos uma pausa mesmo nessa brincadeira e estávamos desenvolvendo outras habilidades do mocinho. Mas, nem por isso os brinquedos improvisados deixaram de fazer parte de nossa diversão! E tem uma coisinha que tem feito muito sucesso por aqui há um tempo. Um tobogã de caixa de papelão! Não chega a ser um brinquedo reciclado do tipo daqueles primeiros – o trem de caixinha,  o caminhao de caixa de papelão, o túnel de gato -, porque não chegamos a construir nada, mas segue o mesmo princípio: brinquedo feito de material descartável.

Aproveitamos um morrinho ao lado da quadra de futebol perto de casa e uma caixa de papelão. Na primeira versão abrimos, as laterais da caixa de forma que ficasse como uma esteira. Agora estamos experimentando usar a caixa fechada, com só uma das laterais abertas. Pronto! Brinquedo feito. Subimos o morro, sentamos no papelão e….uhuuu!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Consiga um morro e um papelão e já tem seu tobogã! A única coisa que você vai precisar, além desse material, é vontade de se divertir. Encontre a criança aí dentro de você e solte ela pra brincar com seu filho!

Você comeca achando que está apenas entretendo o pequeno e acaba se divertindo mais que ele. Na agitação dos nossos dias vai servir como um bom desestressante. Garantido!